quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Conhecer: Paranapiacaba/SP

Alô amigos leitores...
Desde o dia 18/09 sumido, eis que apareço neste 1º de outubro para dar uma movimentada no blog. =)
Olhando as minhas imagens, bateu uma vontade danada de mostrar a vocês a bucólica e linda Vila de Paranapiacaba. Infelizmente o lugar está um tanto sofrido pela ação do tempo, clamando bastante por uma importante e necessária revitalização, massssss... Para fotógrafos o lugar é extremamente fascinante e este ano, mais precisamente ao fim de maio, tive a oportunidade de estar neste vilarejo para conhecê-lo e se apaixonar.
Vou mostrá-lo com minhas imagens, onde estarei mesclando resultados digitais e película 35mm, narrado com um texto de domínio público da Wikipedia:

Paranapiacaba é um distrito do município brasileiro de Santo André (estado de São Paulo). Surgiu como centro de controle operacional e residência para os funcionários da companhia inglesa de trens São Paulo Railway - estrada de ferro que possibilitava o transporte de cargas e pessoas do interior paulista para o porto de Santos, e vice-versa.





A palavra "paranapiacaba" significa "de onde se avista o mar", em tupi-guarani e o seu grande atrativo, fora a história ferroviária, se dá ao fato de ser um lugar protegido pelas montanhas da Serra do Mar e que constantemente recebe a visita de densas e inesperadas neblinas, que cobrem a cidade de uma forma tão intensa, que muitas vezes a faz parecer cenários para os melhores filmes de horror.




Infelizmente falta força nas palavras para intensificar de maneira tão contundente o que quero dizer sobre as neblinas. É algo impressionante e muito interessante de se vivenciar. Imagine você as 15h caminhando pela vila, quando de repente as neblinas invadem a cidade, não permitindo que você enxergue nada a 2 metros de distância. Esse fenômeno pode acontecer em qualquer horário do dia ou da noite.
Olha, somente por isso Paranapiacaba já se tornaria um lugar fascinante, mas tem muito mais coisas... =)




Paranapiacaba é um marco da presença britânica no Brasil.
A vila está incluída entre os 100 monumentos mais importantes do mundo, pelo Word Monuments Fund (organização não governamental norte americana, que atua na área de preservação do patrimônio histórico).




Mas o orgulho de Paranapiacaba não está montado apenas em história, mas também na beleza da Mata Atlântica que encantam a muitos com sua rica biodiversidade, que faz parte da Reserva da Biosfera do Cinturão Verde de São Paulo, reconhecida pela UNESCO como de relevante valor para a humanidade.


A Vila é dividida em duas partes... Parte Baixa e Alta.
A parte baixa é onde tudo realmente acontecia. Lá estão os prédios administrativos, a casa de ocupação dos engenheiros e funcionários que trabalhavam na São Paulo Railway, além de todo o sistema ferroviário da cidade.


A parte alta, mais afastada da linha férrea, se formou através de um núcleo de comerciantes e prestadores de serviço, que abasteciam a vila com suprimentos e trabalhos, em prol dos operários que trabalhavam na ferrovia. A movimentação da São Paulo Railway fez com que esse pessoal se vissem atraídos pela oportunidade de fazer dinheiro para esse pessoal.


Uma extensa passarela suspensa interliga a parte baixa com a parte alta. Para chegar de carro na parte baixa, é necessário enfrentar uma estradinha de terra de uns 3km. A parte alta tem acesso normal por rodovia, local onde também se pega ônibus para as cidades vizinhas, como Ribeirão Pires e a própria Santo André.


Que tal um pouquinho de história agora?
A São Paulo Railway inaugurou sua linha férrea em 1º de janeiro de 1867. Ela primeiramente serviu como transporte de passageiros de Santos a São Paulo e Jundiaí (última estação); também serviu como escoamento da produção de café da província paulista para o porto de Santos. Em 1874, é inaugurada a Estação do Alto da Serra, que mais tarde seria denominada Paranapiacaba.



No ano de 1898, é erguida uma nova estação com madeira, ferro e telhas francesas trazidos da Inglaterra. Esta estação tinha como característica principal o grande relógio fabricado pela Johnny Walker Benson, de Londres, que se destacava no meio da neblina - muito comum naquela região.


Com o aumento do volume e peso da carga transportada, foi iniciada em 1896 a duplicação da linha férrea, paralela à primeira, a fim de atender à crescente demanda. Essa nova linha, também denominada de Serra Nova, era formada por 5 planos inclinados e 5 patamares, criando um novo sistema funicular. Os assim chamados novos planos inclinados atravessavam 11 túneis em plena rocha, enfrentando o desnível de 796 metros que se iniciava no sopé da serra, em Piaçagüera, no município de Cubatão. O traçado da ferrovia foi retificado e suavizado e ampliaram-se os edifícios operacionais. A inauguração deu-se em 28 de dezembro de 1901.




A primeira estação foi desativada e reutilizada, posteriormente, como cooperativa dos planos inclinados. A 15 de julho de 1945, a Estação do Alto da Serra passa a se denominar Estação de Paranapiacaba. A 13 de outubro de 1946, a São Paulo Railway foi encampada pela União, criando-se a Estrada de Ferro Santos-Jundiaí. Somente em 1950 a rede passa a unir-se à Rede Ferroviária Federal.



Em 1974, é inaugurada o sistema de cremalheira aderência. No ano de 1977 a segunda estação foi desativada dando lugar à atual estação. O relógio é transferido do alto da estação anterior para a base de tijolo de barro atual. A 14 de janeiro de 1981, ocorreu um incêndio na antiga estação, destruindo-a completamente. O sistema funicular foi desativado em 1982.




Um dos lugares que mais chamam a atenção dos visitantes é o Museu do Funicular, que trata-se de galpões destinados a exibição das máquinas fixas do quinto patamar da segunda linha e a do quarto patamar da primeira linha, que transportavam o trem por meio do sistema funicular de tração.



No museu há também a exposição de diversos objetos de uso ferroviário, fotos e fichas funcionais de muitos ex-funcionários da ferrovia.

Outro lugar de enorme importância é o Museu do Castelo...


Essa residência, também denominada de "Castelinho", situa-se entre a Vila Velha e a Vila Martin Smith. Localizada no alto de uma colina, com uma excelente vista privilegiada para toda a vila ferroviária, foi construída por volta de 1897 para ser a residência do engenheiro-chefe, que gerenciava o tráfego de trens na subida e descida da Serra do Mar, o pátio de manobras, as oficinas e os funcionários residentes na vila.


Sua imponência simbolizava a liderança e a hierarquia que os ingleses impuseram a toda a vila; ela é avistada de qualquer ponto de Paranapiacaba.


Dizia-se que de suas janelas voltadas para todos os lados de Paranapiacaba, o engenheiro-chefe fiscalizava a vida de seus subordinados, não hesitando em demitir qualquer solteiro que estivesse nas imediações das casas dos funcionários casados.
No decorrer de mais de um século de uso, foram feitas várias reformas e tentativas de recuperação de seu aspecto original; as maiores reformulações foram realizadas nas décadas de 1950 e 1960. Foi restaurado pela prefeitura de Santo André em parceria com a World Monuments Watch.



Se quiserem mais informações sobre Paranapiacaba, basta acessar estes links:

É isso ai... Espero que tenham gostado da cobertura.
Esse texto marca o retorno da coluna Conhecer, que há tempos estava parada.
Um forte abraço a todos.

Gostou? Não gostou? Deixe um comentário.

5 Comentários:

Priscilla Corrêa disse...

Impecável!
As fotos estão divinas!!!
A que eu mais gostei foi a sétima de cima p/ baixo. =)

Bjocas
Pree

@preeonline

Pedro disse...

Olha aí o mestre do filme! Show suas fotos! Gosto demais da segunda da série na neblina, com o vagão ali com cara de cheio de histórias pra contar. abs!

Raquel Villela disse...

Oi Rodrigo

Adorei as fotos e olhei um pouco do seu flickr tb, mas ainda não dei conta de olhar tudo que é muita coisa.

Que bacana essa idéia do seu blog, pq a gente faz uma viagem pela cidade através do seu olhar fotográfico.

Minha filha Beatriz está encantada com fotografia e foi ela que descobriu seu flickr.

Parabéns e continue nos presentiando com essas lindas fotos!

Anônimo disse...

Rodrigo...descobri seu blog hoje (ainda explorando). Excelente fotos de Paranapiacaba -preciso retornar lá.
Abçs CandidoRay

Anderson Fernandes de Oliveira disse...

Devo ir fazer uma visita a cidade agora no Carnaval tomara que renda boas Fotos abracos e parabens pelo BLOG ja esta no meu FAVORITOS

http://www.flickr.com/photos/anderson_oliveira/

Postar um comentário

Se você não é um usuário do Blogger (Google) ou Wordpress, utilize a opção Nome/URL (se não tiver um site, deixe essa opção em branco). Não deixe de completar o formulário com seu nome ou apelido, pois é importante sabermos quem fez o comentário.

JAMAIS COMENTE DE FORMA ANÔNIMA.

Marcadores

Leitores

Notícias


Assine nosso Feed
Receba os artigos por email


BlogBlogs.Com.Br BlogBlogs.Com.Br

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO