sexta-feira, 16 de abril de 2010

TAG: porque é importante usá-la?

Navegando em photostreams do flickr e alguns blogs na internet, andei percebendo que poucas pessoas fazem uso de TAGs em suas postagens e, diante disso, achei que seria interessante comentar um pouco sobre a importância de se usar essas pequenas “palavras” em seus espaços na web.

Antes de tudo, vamos começar explicando o que é uma TAG (metadata). Dependendo do lugar, pode ser chamado também de rótulo, marcador, keyword, entre outros...
O importante é você saber que essa “metadata” é uma palavra-chave ou termo relevante que associa o seu conteúdo a uma informação qualquer. Elas podem ser usadas em vídeos, fotos, textos ou qualquer outro conteúdo que possa ser agrupado através dos termos usados. Resumindo: a TAG organiza o seu material. Seja na internet ou em seu próprio computador.

Através das TAGs adicionadas ao seu conteúdo, você acaba criando um banco de dados para estes termos e através de sua seleção (ou simplesmente um click), fica fácil trazer tudo aquilo que foi relacionado a ele.

Num blog, por exemplo, você já deve ter visto em cabeçalhos ou rodapés alguns termos separados por virgulas. Se não, basta ver no rodapé desta postagem (rsrs)...

Ao clicar em algum destes termos, você será levado a uma página que trará todo o conteúdo que recebeu tal rótulo.
Em sites fotográficos como o Flickr, existe um espaço na lateral inferior direita com palavras elencadas em uma listagem. Ao clicar em alguma delas, você será levado a ver todo o conteúdo daquele autor sobre aquela keyword.

Mas os benefícios das TAGs não param por ai.
Elas servem para auxiliar ferramentas de pesquisa a encontrar exatamente aquilo que o internauta quer ver.
Pegando o exemplo do Flickr, se você vai a Paraty, seria legal que as suas fotografias trouxessem esse rótulo inserido na postagem, pois dessa forma quem procurar por "Paraty" nas suas fotos, conseguirá reunir todo o seu conteúdo feito nesta cidade. Veja por exemplo as minhas fotos feitas em nesta cidade:


O Google, assim como outras ferramentas de pesquisa, utiliza a todo o momento as TAGs das postagens para indexar o material da web em suas pesquisas. Fazendo uso delas, você conseguirá muito mais "page views" (visualizações de página) em seu conteúdo. Afinal de contas, como vão saber do que se trata o seu assunto (sobretudo para fotografias) se você não utiliza palavras-chave para descrevê-lo?

Para citar um exemplo da importância de se passar a usar as TAGs: sou também o responsável pela atualização do blog do Vale Foto Clube. O nosso grupo realiza passeios fotográficos mensalmente e todos os nossos membros possuem conta no Flickr. No grupo do Flickr, realizamos discussões diversas, mas principalmente usamos a galeria para enviar as fotografias feitas durante os eventos que realizamos.
Ao fazer uma postagem da movimentação do passeio no blog, sempre adiciono (ao final do artigo) um link convidando os leitores a ver todas as imagens relacionadas a aquele evento, na nossa galeria.
O que acontece é que se algum dos membros deixarem de usar a TAG para o assunto, a sua imagem não será mostrada ao leitor que acessar o link através do blog.
Veja um link indexando o passeio de Paraibuna na galeria do VFC:

Certamente teremos na galeria mais fotos de Paraibuna do que estas que são mostradas através do link postado. Quem não a usou, ficou de fora porque esse endereço só mostra as imagens "tageadas". Mesmo que a fotografia já esteja na galeria.


INSERINDO AS TAGs EM FOTOS
A meu ver, fazer uso de TAGs é a forma mais importante de segmentar as suas fotos. As procuras ficam sempre mais fáceis. Tanto para os outros, como para você mesmo.
Inserir TAGs é muito fácil e pode ser feito de diversas maneiras (como estou citando bastante o Flickr, vou manter meu raciocínio nele por enquanto):

A) Através do seu programa de edição (Photoshop, Lightroom, ou outros). O programa que mais uso é o Photoshop e nele, através do caminho FILE > FILE INFO, você tem acesso a uma seção que além de lhe trazer diversas informações sobre a imagem em questão, lhe permite adicionar várias descrições como nome da imagem, autor, direitos autorais e logicamente a inserção de TAGs no campo "keyword". A imagem abaixo mostra em detalhes:


PS: O Adobe Lightroom possui uma forma muito mais fácil de fazer essas inserções, pois ele permite que se faça em lote. Ao selecionar várias imagens de uma vez só, você pode ir adicionando as TAGs. Elas estarão presentes em todas as fotos da seleção.

B) Logo após fazer o upload da(s) sua(s) foto(s) para sua galeria no Flickr, o gerenciador abre uma tela perguntando se você quer inserir um título, descrição ou TAGs. Você pode fazer a inserção na hora.

C) Nas fotos que já estão no seu photostream do Flickr, no canto direito inferior (logo abaixo dos grupos e pastas da sua foto), tem um linkzinho chamado "Adicionar uma TAG". Clicando ali, ele abre um quadrinho para você inseri-las manualmente.

D) E ainda pode inserir essas TAGs manualmente ou em lote (várias de uma vez), através do menu “Organizar”. É bem simples e intuitivo de usar.


FORMAS DE INSERÇÃO
Como as TAGs são simples palavras de indexação, os sistemas as identificam de forma separada. Se você quiser colocar uma palavra composta (que possui mais de uma palavra) precisa ficar atento a forma como fazê-la.

No Flickr, ao inserir a TAG são josé dos campos, é importante que você adicione essa expressão entre aspas. Exatamente desta forma: "são josé dos campos".
Desta maneira a TAG ficará completa, com as três palavras formando-a como uma só.
Se você inserir essa entrada sem aspas, cada uma das palavras ficará solta e serão exibidas assim:
são
josé
dos
campos

Como disse, costumo já colocar minhas TAGs pelo Photoshop ou Lightroom e nestes programas, basta apenas separá-la por vírgula na área de keywords. Por exemplo: são josé dos campos, rostev, rodrigo teófilo.
Assim elas ficam aparecendo no Flickr exatamente como quero.

No Flickr o sistema de vírgulas também serve, mas é para inserir mais de uma TAG ao mesmo tempo. Só que ainda é necessário usar o parâmetro das aspas para palavras compostas. Ficando desta forma: "são josé dos campos", rostev, "rodrigo teófilo".


TAGs EM BLOGS

Em blogs a inserção de TAGs é muito mais fácil ainda.
Aqui no Blogger, na caixa de nova postagem, logo abaixo da área de texto, existe uma área para “marcadores”. Bastando apenas inseri-los separados por vírgulas, mas sem as aspas.
E depois, na área de edição de postagens, as TAGs ficam todas classificadas do lado esquerdo, permitindo que você selecione alguma delas para editar ou exibir apenas as postagens relacionadas a aquele termo.

No Wordpress.com a coisa não é diferente. Na própria área de postagem, o quadro de TAGs fica do lado direito. Você pode inserir uma a uma ou várias separadas por vírgula.
E tem ainda um link para “TAG de posts”, onde você pode fazer várias edições em lote com elas, assim como no blogger.
Detalhe importante: TAGs são grandes aliadas quando você utiliza o blog para exibir anúncios. Justamente porque é uma das ricas fontes de pesquisa que os divulgadores utilizam para exibir anúncios relativos ao assunto destacado. Portanto use e abuse delas, mas tome cuidado para não escolher termos que possam acabar atrapalhando mais do que ajudando. Busque ser direto e conciso na escolha dos rótulos.


TAGs NO SEU COMPUTADOR

Para o seu computador as TAGs são verdadeiras joias para pesquisas...
Principalmente se você possui muitas fotografias espalhadas em diversos locais, como drive C, D, entre outros.
As imagens com keywords previamente inseridas são facilmente encontradas em simples buscas no próprio sistema. Não é necessário nem renomear o arquivo para o texto em questão. Na screenshot abaixo, fiz uma pesquisa por fotos feitas em “Cruzeiro”. Percebam que os nomes dos arquivos em sua grande maioria nada têm a ver com a expressão pesquisada. Foi justamente a TAG Cruzeiro que fez com que essas imagens fossem localizadas (clique para ampliar).


E a inserção dessas TAGs pode ser feita pelo Photoshop e Lightroom (conforme comentado), mas uma forma facílima de conseguir isso é através do próprio Windows.
Estou usando o Windows 7, última versão até então deste sistema operacional, portanto vamos a um passo a passo nele:
  1. Selecione todas as fotografias que deseja inserir TAGs.
  2. Clique com o botão direito em cima de qualquer uma delas.
  3. Irá abrir um menu de contexto.
  4. Neste menu, vá na última linha, chamada PROPRIEDADES
  5. Um quadro irá abrir, com duas abas na parte superior: GERAL e DETALHES
  6. Selecione DETALHES e nele você verá uma infinidade de parâmetros. Dentre eles um chamado MARCAS.
  7. É neste MARCAS que você irá adicionar a TAG. Se for inserir mais de uma, basta ir adicionando e separando cada uma delas com “ponto e virgula”. (a imagem abaixo mostra exatamente onde).
  8. Clicar no botão OK e pronto. Suas imagens estarão “rotuladas”.


NOTA: Neste mesmo quadro, você pode inserir várias informações de uma vez. Título, Assunto, Autor, etc... E o mais legal é que as informações inseridas já serão utilizadas em postagens no Flickr por exemplo. Os campos são respeitados exatamente como se você colocasse esses dados lá. Para fotos individuais é baba. Agora quando você está para subir umas 20 fotos de uma vez para a sua galeria, é uma enorme mão na roda. Posso garantir isso.

Bom... É isso ai.
Resolvi deixar essa dica para vocês, pois desta forma seus materiais (sobretudo fotos) ficarão bem mais organizados na web e no seu micro, além de serem facilmente encontrados por ferramentas de pesquisas.

Até a próxima.


Gostou? Não gostou? Deixe um comentário.

5 Comentários:

Rafaela disse...

Sempre utilizo tags, aprendi a importância delas.

Janine disse...

seu blog é muito bom, Rodrigo !
bem escrito, claro, objetivo, didático.
Parabéns por esse trabalho !

bjs
Janine

uelitonsantos disse...

Como sempre, ótimo artigo, Rodrigo. Parabéns pelo retorno ao blog. Voltou com força total!

Abraço

Murilo S Romeiro disse...

Parabéns pelo artigo sobre tags. Muita gente nem sabe o que é.
Uma observação sobre as tags no flickr : Basta inserir as palavras compostas, como "São José dos Campos",entre vírgulas que elas aparecerão "inteiras" . Não é necessário aspas, o que facilita muito o trabalho.
grande abraço

. disse...

Apesar do tempo o artigo mantém sua importância, já que o conteúdo é atemporal. Parabéns, resolveu meu problema.

Postar um comentário

Se você não é um usuário do Blogger (Google) ou Wordpress, utilize a opção Nome/URL (se não tiver um site, deixe essa opção em branco). Não deixe de completar o formulário com seu nome ou apelido, pois é importante sabermos quem fez o comentário.

JAMAIS COMENTE DE FORMA ANÔNIMA.

Marcadores

Leitores

Notícias


Assine nosso Feed
Receba os artigos por email


BlogBlogs.Com.Br BlogBlogs.Com.Br

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO