segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Alfândega isenta compra de celular, câmera e relógio

A partir desta segunda-feira (02/08), o viajante que comprar um telefone celular, um relógio de pulso ou uma máquina fotográfica no exterior não precisará mais declará-lo à Receita Federal ao retornar ao país. Esses objetos farão parte da cota de bens de uso pessoal, isentos de imposto.

Essa tem sido a notícia que começou a movimentar os consumidores brasileiros agora no mês de agosto. Muitos fotógrafos tem comentado positivamente essa implementação, pois a princípio ajudaria a baratear a compra de equipamentos.

Infelizmente algumas dúvidas ficam no ar.
Ao que parece apenas "UM" produto foi liberado, justamente para que não se caracterize compras com intuito de revenda no país e isso não ajudaria em praticamente nada quem estivesse pensando em sair do Brasil para realizar compras, já que a quantidade limitada não seria interessante para cobrir gastos de viagem feitos exclusivamente para isso.
E não estou me referindo a revenda... Uso próprio, já que fotógrafos usam uma quantidade elevada de equipamentos durante o trabalho.

Baterias e acessórios (em quantidade compatível) fazem parte desta isenção.
Então acredito que quem vá comprar uma câmera, de repente possa levar uma ou duas lentes no conjunto.

Mas seria bom recebermos mais informações a respeito disso. E saber mais ainda qual será o looby que as empresas do setor farão para derrubar essa liberação, afinal empresas como a Consigo Som e Imagem, Angel Foto, T. Tanaka, Udênio e outras tantas acabariam sentindo-se diretamente lesadas.

De qualquer forma, quem está passeando no exterior e se interessar em aproveitar para trazer um destes produtos poderá fazê-lo sem preocupações. Foz do Iguaçu é por exemplo um destino interessante por conta da cidade e das famosas cataratas e de repente uma passadinha no Paraguay para compra de um produtos destes não seria nada mal.

Veja matéria na FOLHA.

Gostou? Não gostou? Deixe um comentário.

5 Comentários:

Adriano disse...

Rodrigo, acho que a única coisa que mudou mesmo foi o fato de agora vc ter a opção de não declarar os bens qd sair, levando apenas a nota fisca junto... e se vc for pego na volta e não tiver nem declaração nem nota fiscal, ai terá que pagar os impostos...

Rostev disse...

Adriano,
Os caras estão literalmente batendo a cabeça. O problema é que lançaram as novas regras mas as circulares internas parecem ter sido esquecidas. O que se tem visto é fiscais usando ainda o bom senso e sem saber direito como proceder.
Está rolando uma discussãozinha no meu mural no FACEBOOK e hoje saiu no Globo Online a prorrogação das regras agora para 1º de Outubro - LINK.
Um forte abraço.

Murilo S Romeiro disse...

É esperar pra ver ( e acreditar!!!)

Eduardo disse...

Isso é legal, mas as SLR estariam nessa também? Porque notebooks não fazem parte da lista, e custam mmuuiiitttoo menos que uma SLR profissional. Quer dizer, se eu quiser trazer uma D700, os caras vão me deixar passar na boa sem declarar nada, mesmo levando 6000 reais na mão? Se for verdade, vou começar a comprar na Audiophone e na Montecarlo...

como ganhar curtidas disse...

excelente amei esta receita !

Postar um comentário

Se você não é um usuário do Blogger (Google) ou Wordpress, utilize a opção Nome/URL (se não tiver um site, deixe essa opção em branco). Não deixe de completar o formulário com seu nome ou apelido, pois é importante sabermos quem fez o comentário.

JAMAIS COMENTE DE FORMA ANÔNIMA.

Marcadores

Leitores

Notícias


Assine nosso Feed
Receba os artigos por email


BlogBlogs.Com.Br BlogBlogs.Com.Br

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO