quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Siglas e nomenclaturas de lentes fotográficas - Parte 2

Continuando o nosso artigo sobre siglas e nomenclaturas de lentes, iniciado semana passada no texto de "lentes proprietárias" estarei publicando hoje a parte que descreve o assunto para as lentes de "ótica de terceiros", ou seja, empresas que produzem lentes para os principais fabricantes proprietários do mercado (Nikon, Canon, Pentax e Sony).



ASP (Aspherical lenses - Lentes Asféricas)
O complexo de lentes asféricas permitem liberdade de design, performance melhorada e um número reduzido de elementos óticos e demais componentes no interior da objetiva, tornando-a mais compacta. Lentes ASP permitem óticas excelentes, com uma ótima definição por possuir elementos asféricos na sua construção e que muito contribuem na redução de alguns problemas normalmente associados às lentes grande-angulares e zooms, tais como flares e distorções nas bordas.

APO (Apochromatic lenses - Lentes Apocromáticas)
Projetada para permitir que se alcance imagens de maior qualidade e fidelidade, as lentes APO são construídas com um cristal ótico SLD, que reduz drasticamente a aberração cromática nas cores dos elementos fotografados. Como o índice refrativo da ótica depende do comprimento da onda de luz para formar as cores, em cristais comuns acontece destas ondas se formarem de maneira anômala em diferentes pontos, o que geraria a aberração cromática. Esse problema ocorre muitas vezes com as teleobjetivas, mas quando construídas com cristais SLD (Special Low-Dispersion - Baixa Dispersão Especial) e ainda com a tecnologia ELD (Extraordinary Low Dispersion - Baixa Dispersão Extraordinária) usada nas lentes APO da Sigma, ajudam a compensar a aberração de cores, produzindo fotografias mais fiéis e nítidas.

OS (Optical Stabilizer - Estabilizador Ótico)
Esta função utiliza um mecanismo que compensa as mínimas sacudidas da câmera enquanto se fotografa, trazendo estabilidade e reduzindo os riscos de fotos tremidas. Ele estende ao máximo as possibilidades de se fotografar com a câmera em punhos num ambiente com luz amena. Desenvolvido a partir de tecnologia proprietária, o sistema OS da Sigma utiliza dois sensores internos na lente para cobrir tanto movimentos verticais como horizontais da câmera.
Esta função trabalha movendo o grupo de lentes óticas para compensar as sacudidas da câmera enquanto fotografa, ajudando a estabelecer as lentes do resto do barri. Para poder atuar nas diversas condições de disparo, o sistema possui dois modos de estabilização ótica: o modo 1 determina a sacudida de câmera de forma vertical e horizontalmente, arrastando e compensando a falta de nitidez. Esse modo é eficaz ao fazer fotografias em geral ou de paisagens, com assunto principal estático.
O modo 2 detecta o tremor da câmera de forma vertical, compensando a falta de nitidez. É mais eficaz para acompanhar com a câmera assuntos móveis, como competições esportivas e corridas. O sistema OS pode compensar de 2 a 3 f/stops em relação a velocidades recomendadas.

EX (Excelence Lens - Lentes de Excelência)
Lentes EX fazem parte da linha profissional da Sigma. São lentes de melhor qualidade ótica e principalmente acabamento externo mais resistente e robusto. São as lentes "supra-sumo" da marca.

HSM (Hyper-Sonic Motor - Motor Hipersônico)
Esta lente utiliza um motor de ondas hipersônicas para focagem automática. Além de promover uma focagem mais rápida e silenciosa em qualquer corpo, é fundamental para obtenção de focagem automática em corpos Nikon que não possuam motor de foco embutido, como é o caso da linha D40, D40x e D60.

RF (Rear Focus - Focagem Traseira)
Esta lente é equipada com um sistema que move o grupo traseiro de lentes para focagem silenciosa e em alta velocidade. A focagem convencional era normalmente executada movendo todos os grupos de lente como uma unidade fixa ou só o primeiro grupo de lente.
Conseqüentemente, a demanda de exigência surgiu para um sistema de focagem que mantinha o comprimento da lente inalterado mantendo pouca flutuação de aberração. Em resposta a esta exigência, SIGMA desenvolveu um novo sistema de foco interior que move dois grupos de lente dentro das teleobjetivas e lentes tele-macro. Este sistema tem elementos flutuantes, melhoram substancialmente a capacidade de close-ups.
As super grande angulares que possuem uma lente frontal larga, utilizam o sistema de focagem traseiro para mover o aparato interno e realçar o efeito flutuante. Já a 18-125mm f3.5-5.6 DC, utiliza um sistema de focagem interior para mover o aparato interno de lentes secundárias.
A SIGMA também obteve sucesso na obtenção de uma distância mínima de 19.7 polegadas/0.5m em todas as áreas do range desta lente. O sistema de foco traseiro assegura focagem em alta velocidade com lentes como a 135-400mm APO F4.5-5.6 DG e a 170-500 mm APO F5-6.3 DG, todas teleobjetivas.

DG (DG lens for Digital/Analogue - Lentes DG para Digital/Analógico)
São lentes ideais para câmeras digitais SLR mantendo a usabilidade para as tradicionais 35mm SLR. O desenvolvimento da Sigma para a linha DG (Digital) concentrou esforços para a correção de distorções e aberrações. A ampliação de aberração cromática é especialmente evidente em câmeras digitais.
O design ótico e a tecnologia de vanguarda incorporada pela Sigma eliminam flare e imagens fantasmas do sensor, criando melhor equilíbrio e cores excelente. A vinhetagem é minimizada enquanto a iluminação das bordas se mantém assegurada. Essas lentes de alta performance são preparadas para trabalhar igualmente com câmeras digitais e analógicas.

DC (DC lens for Digital - Lentes DG para Digital)
Ao contrário das DG, as lentes DC foram feitas para se ajustarem ao tamanho dos sensores APS-C das câmeras digitais SLR com fator de corte (crop factor). Portanto não podem ser usadas em corpos de câmeras 35mm ou Full Frame, já que não conseguem cobrir todo o fotograma destes padrões. Seu design especializado dá a estas objetivas as ideais propriedades da câmera, e sua construção se mantém mais leve e compacta.

FS (Floating System - Sistema Flutuante)
O sistema flutuante é utilizado para controlar o foco. Este sistema move os diferentes grupos de lentes do sistema ótico para posições diferenciadas, por meio disso minimizando a distância de telescoping e a flutuação da aberração em variadas distâncias de disparo. O seu sistema é especialmente eficaz em lentes macro (que abrangem uma grande variedade angular de distâncias de disparo) e lentes grande angulares (para câmeras SLR - Single-Lens Reflex - Lente Simples de Reflexão) cuja composição da lente é assimétrica. A SIGMA usa o sistema flutuante para lente macro 50mm F2.8EX DG e na grande angular 28mm F1.8 EX DG ASPHERICAL Macro.

DF (Dual Focus - Foco de Duas Formas)
O sistema DF desembaraça a ligação entre o mecanismo de focagem interno e o anel de focagem externo, quando o anel de focagem é movido para a posição AF. Este sistema fornece a manipulação fácil e exata da lente, desde que o anel de focagem não seja girado durante a autofocagem. Ela permite que seja feita correção do foco automático de forma manual.

DL (Deluxe - De luxo)
Lentes DL são aquelas com acabamento especial, mantendo um preço bastante interessante.

UC (Ultra Compact - Ultracompacta)
Lentes pequenas e leves, facilitando o transporte e manejo quando acopladas à câmera.


AF (Auto Focus - Foco Automático)
A lente da câmera foca automaticamente a imagem em uma parte selecionada do quadro ou objeto. A maioria dos corpos das câmeras permitem que você decida os lugares de foco exatos, geralmente pressionando o disparador até a metade.

SP (High-Performance Specifications - Especificações de Alta Performance)
Oferece uma nitidez superior e uma ótima correção de cores, minimizando as aberrações cromáticas. Possui ótica ED, trazendo todos os benefícios de lentes feitas a partir do cálcio fluorite, mas sem suas fragilidades.
São as lentes para a linha profissional da Tamron, similar as Nikon ED e as Sigmas EX.

DI (Digitally Integrated Design - Desenho Integrado para Digitais)
Lentes otimizadas para SLR's digitais. Suas características melhoram a distribuição de luz no sensor ou fotograma, uma vez que podem ser usadas também em SLR FF (full frame) ou 35mm (filme).

DI-II (Digitally Integrated Design II - Desenho Integrado para Digitais II)
Diferente das DI, essas lentes foram desenhadas exclusivamente para câmeras SLR digitais com sensores APS-C. Ou seja, o fotograma (ou no caso o sensor), não pode ser superior a 24mm x 16mm. Não podem ser usadas em câmeras Full Frame ou de filme, porque a imagem gerada não consegue preencher o fotograma de 36mm x 24mm (35mm).

IF (Internal Focusing - Focagem Interna)
Lentes com essa característica podem fazer focagem sem precisar ter o seu tamanho alterado. Todo o movimento ótico é feito de maneira interna, não precisando estender ou diminuir o barril da lente. Isso garante uma construção mais leve e compacta, já que seus elementos de focagem são menores e inclusive mais rápidos.

ASL (Aspherical - Asférico)
Oferece vantagens na redução das distorções nas bordas da lente e compensação das aberrações asféricas, além de reduzir a quantidade de elementos óticos internos, deixando a lente mais leve e compacta.

LD (Low Dispersion - Baixa Dispersão)
Garante alta qualidade de imagem, minimizando a falta nitidez devido a aberração cromática, principalmente em focagens próximas em lentes tele-objetivas e nas lentes com design convencional.

LD-Hybrid Aspherical
(Low Dispersion Hybrid Aspherical - Baixa Dispersão Híbrida Asférica)
Tecnologia com as mesmas propriedades da "LD", mas esta é especialmente empregada na construção de lentes com range e aberturas grandes, com o objetivo de deixá-las mais leves e compactas. Como por exemplo a AF 28-105mm f2.8.

AD (Anomalous Dispersion - Dispersão Anômala)
Possui um tratamento especial no material ótico de modo a entregar de forma proporcional uma dispersão parcial em diferentes zonas de comprimentos de ondas específicas. Efetiva compensação nos eixos da lente, que se torna bastante eficaz contra as aberrações cromáticas laterais, principalmente em lentes grande angulares e de ângulos convencionais.

AD-Hybrid Aspherical
(Anomalous Dispersion Hybrid Aspherical - Dispersão Anômala Híbrida Asférica)
Tecnologia com as mesmas propriedades da "AD", mas especialmente empregada na fabricação de lentes com range considerados grandes com o objetivo de deixá-las menos pesadas e com menor porte. Como por exemplo a AF 28-300mm.

XR (Extra Refractive Index Glass - Vidro de Índice Extra Refrativo)
O uso do XR otimiza a distribuição da refração na lente, reduzindo várias aberrações para o mínimo total, enquanto permite lentes mais compactas e leves. Além disso, o posicionamento adequado de dois elementos híbridos esféricos mantem a performance de imagem enquanto diminui consideravelmente o sistema ótico da lente.

VC (Vibration Compensation - Compensação de Vibração)
A tecnologia de compensação de vibração entrega fotografias nitidamente focadas até em situações onde a vibração da câmera muitas vezes ocorre, como em baixas luzes ou usando teleobjetivas com diversos ranges. O sistema também permite conseguir movimentos interessantes, como por exemplo o assunto focado e o restante da cena borrada, criando fortes contrastes entre movimento e estática da imagem. Você também poderá usar a lente sem uma unidade de flash, utilizando mais da luz natural para criar atmosferas interessantes na cena.
A tecnologia VC permitiu criar imagens excepcionais em velocidades baixas de disparo onde a utilização de tripé de apoio era necessária.
O sistema VC utiliza três sistemas de rolagem que movem os motores de forma eletromagnética pelo barril da lente, para compensar a vibração durante o momento do disparo.

BIM (Built-In Motor for Nikon Cameras - Com motor para Câmeras Nikon)
Lentes com esta sigla foram desenhadas com motor de foco incluso para equipar câmeras Nikon sem o referido motor em seu corpo. Lentes BIM garantem focagem automática para câmeras Nikon como a D40, D40x e D60, que só conseguem tal função com lentes BIM (Tamron), HSM (Sigma) ou AF-S (da própria Nikon).

FEC (Filter Effect Control - Controle de Efeito de Filtro)
Trata-se de um acessório nas lentes Tamron que é encaixado na boca da objetiva (primeiro elemento), de forma a permitir que você possa girar filtros de efeitos, que ao invés de serem rosqueados diretos na objetiva, são acoplados neste anel de extensão. O FEC é muito útil para filtros de efeitos como os degradês, cross screen e multi-imagem, além de outros.

ZL (Zoom-Lock Mechanism - Trava de Zoom)
Nada mais é que uma trava de fechadura construída na parte externa da lente para prevenir que o barril da objetiva deslize para a frente quando a lente está sendo transportada na câmera.

A/M (AF/MF Switchover Mechanism - Mecanismo de Mudança de AF/MF)
As lentes são equipadas com um mecanismo de mudança AF/MF (auto foco / manual foco) para permitir a alteração em apenas um toque no botão para alterar de AF para MF e vice-versa. A operação de "apenas um toque" está disponível apenas para lentes da Canon e Nikon. As lentes baseadas em sistema Sony ou Pentax, necessitam realizar essa alteração AF/MF tanto na corpo da câmera, como na lente.


AS (Aspherical Optics - Ótica Asférica)
Uma lente standard é construída a partir de uma combinação de elementos esféricos, já que uma lente individual é comumente chamada de "elemento" na composição de uma objetiva. Esses elementos possuem uma curvatura na sua superfície de vidro que não conseguem fazer com que a mesma luz de entrada no centro, continue intacta nas suas bordas. Isso faz com que o foco não seja acompanhado no mesmo ponto, gerando as anomalias chamadas de "aberração esférica". Lentes zoom grande angulares e lentes grande angulares, especialmente com grande abertura, correm um risco maior de aparecimento das aberrações esféricas. Para eliminar essa anomalia, a Tokina emprega elementos asféricos nos seus designs óticos, afim de corrigir este problema, que é a tecnologia AS.

F&R (Front & Rear Aspherical - Frente e Traseira Asférica)
Esse sistema abrange o sistema Aspherico da Tokina, onde os vidros dos elementos da objetiva possuem diâmetros diferentes na parte frontal e traseira, empregados nos designs óticos atuais. O elemento asférico frontal possui um dianteiro relativamente grande de 50mm e na traseira de 20mm. Esses elementos garantem uma melhor performance na luminosidade das bordas, ajudando a corrigir as aberrações esféricas.

SD (Super Low Dispersion - Dispersão Super Baixa)
Quando elementos óticos comuns são usados em lente fotográficas, acontecem um fenômeno chamado de aberração cromática. Essa aberração se dá quando a luminosidade de entrada se dispersa (se separa) do seu eixo central, criando um raio de luz composto como as cores do arco íris. Esse fenômeno costuma alterar cores de bordas de elementos fotografados, causando um ruído ótico. As lentes tokina SD possuem elementos óticos com tratamento de dispersão super baixos, minimizando os espectros secundários de luz, reduzindo consideravelmente as aberrações cromáticas.

HLD (High-refraction, Low Dispersion - Alta Refração, Baixa Dispersão)
São as lentes grande angulares e as zoom standard da Tokina que possuem a mais alta qualidade em elementos óticos. As lentes HLD possuem alta refração e baixa dispersão de luz em seus elementos, excluindo principalmente problemas com aberração cromática lateral, muito comum principalmente nas lentes grande angulares, construídas dentro do padrão normal.

MC (Multi-Coating - Multi-Revestimento)
Reflexões na superfície dos elementos óticos de uma lente uma são os maiores inimigos de qualquer fotógrafo e principalmente dos fabricantes de lentes. Essas reflexões causam anomalias conhecidas por "flares". A Tokina desenvolveu e aperfeiçoou uma técnica chamada de Multi-Coating, que se traduz num revestimento nos elementos óticos da lente, que garantem menos reflexão, mantendo uma fiel reprodução de cores e imagens mais limpas.

FE (Floating Element System - Sistema Flutuante de Elementos)
Trata-se de um sistema desenhado para que todos os pontos entre a distância mínima de foco e o infinito consigam operar rapidamente, além de impedir a ocorrência de astigmatismo na lente. Esse sistema incorpora elementos óticos que se movem na mesma proporção da colocação de foco. Isto permite que o astigmatismo seja corrigido.

IF (Internal Focus System - Sistema de Foco Interno)
As duas formas mais utilizadas para fazer focagem automática nas lentes são movimentando todos os elementos do sistema da lente (muito utilizado nas lentes fixas) ou rotacionando apenas um grupo dos elementos da lente (o que acontece principalmente nas lentes zoons).
O sistema de focagem interno usado pela Tokina move cada grupo de elementos internos da lente, mas não modifica o comprimento total da mesma. Essa característica é especialmente útil para lentes teleobjetivas, o que garante focagem mais rápida, menores movimentos perto do centro de gravidade, lentes mais compactas e uma melhor utilização dos filtros, já que o barril dos elementos não necessita ser girado para obtenção de foco.

IRF (Internal Rear Focus System - Sistema de Foco Traseiro Interno)
Apenas os elementos traseiros da lente se movem para garantir o foco. Essa é uma característica que garante maior proveito de foco nas teles acima de 300mm.

FC (Focus Clutch Mechanism - Mecanismo de aperto de foco)
Enquanto a lente está posicionada para focagem automática (AF), permite que ao fotógrafo fazer focagem manual (MF) sem precisar alterar o comutador AF/MF, uma vez que o anel de foco da lente não se trava, deixando-o inteiramente livre.

One Touch FC
(One Touch Focus Clutch Mechanism - Mecanismo de aperto de foco com um toque)
Com um simples aperto de botão, você pode alterar a lente de foco automático para foco manual. Não é necessário alterar o comutador de AF/MF para fazer essa alteração.


FONTES:
Vistek - DigiForum - Sigma - Tamron - Tokina

Gostou? Não gostou? Deixe um comentário.

2 Comentários:

Anônimo disse...

Grande Rostev! Me tirou uma baita dúvida!

Te vejo no Digiforum.

mark_valley

Emmanuel Carvalho disse...

Valeu Rostev, procurei no Google uma dúvida sobre as siglas da Tamron e caí aqui por acaso. Abração!

Postar um comentário

Se você não é um usuário do Blogger (Google) ou Wordpress, utilize a opção Nome/URL (se não tiver um site, deixe essa opção em branco). Não deixe de completar o formulário com seu nome ou apelido, pois é importante sabermos quem fez o comentário.

JAMAIS COMENTE DE FORMA ANÔNIMA.

Marcadores

Leitores

Notícias


Assine nosso Feed
Receba os artigos por email


BlogBlogs.Com.Br BlogBlogs.Com.Br

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO