sábado, 28 de março de 2009

Olympus Trip35: grande escola fotográfica

Quem não se lembra das câmeras analógicas de filmes 35mm?
Quase todos nós sempre tivemos em casa alguém responsável pelos registros fotográficos da família. Podia ser um avô, a mãe, ou até mesmo um irmão que sempre criou gosto pelo registro de imagens, mesmo que de forma bastante tenra.
Na minha família, a grande responsável pelas fotografias era a minha querida avó Marilha.
Não consigo lembrar de qualquer passagem em minha vida, onde a velhinha não estivesse empunhando a sua câmera e registrando a tudo e a todos. Até hoje um de seus maiores prazeres é fotografar acontecimentos e depois presentear os envolvidos com as suas fotos.
Pois bem... Dona Marilha teve diversas câmeras fotográficas, mas uma em especial sempre esteve consigo. A famosíssima Olympus Trip35.

Essa câmera foi um ícone nas décadas de 60, 70 e 80 e muitos de vocês devem ter alguém na família que possuía uma dessas.
A minha avó gostava tanto da câmera, que presenteou seus três filhos com este modelo. Um deles naturalmente é o meu pai e conseqüentemente acabei brincando bastante com ela também (risos).
Hoje minha avó me deixou um legado de cinco câmeras analógicas, mas a mais especial na minha vida é sem dúvida alguma a Trip 35, por tudo que ela registrou sobre mim e minha família.
Por isso, nada mais justo que dedicar uma singela homenagem a este marco da fotografia em 35mm.

A Olympus Trip 35 é uma câmera compacta que utiliza filmes de 35 mm e foi introduzida no mercado em 1967 e descontinuada, depois de uma longa escala de produção, em 1984.
O nome "Trip" foi uma referência para o mercado ao qual foi dirigida: pessoas que sempre quiseram uma câmera compacta e funcional para as férias.

Durante os anos 70, foi alvo de uma campanha publicitária apresentada pelo popular fotógrafo britânico David Bailey e com isso, mais de dez milhões de unidades foram vendidas em todo o mundo.
A Trip 35 se trata de um modelo "point and shot", contando com um poderoso fotômetro que usa célula de selênio, mas somente duas velocidades de disparo programadas.

Em modo "A" (automático), a câmera opera com diferentes velocidades de disparo (podendo chegar até 1/200) e diferentes aberturas. Neste modo, a câmera também pode ser usada em sincronia com o flash, possuindo uma variedade de aberturas que variam de f2.8 a f22.
No modo de sincronização com o flash, a velocidade de disparo fica estabelecida em 1/40.

Para a focalização, a câmera utiliza um sistema bastante prático e simplório, com 4 diferentes tipos de ajustes: 1 metro (retrato a meio corpo), 2 metros (retrato de corpo inteiro), 3 metros (grupo de pessoas) e a partir daí no infinito.

A Olympus Trip35 não possui outros controles fotográficos, por isso foi tão amada pelos consumidores amadores, que buscavam facilidades na hora de fazer suas fotos, mas sem abrir mão de uma boa qualidade.
Para o flash, a câmera possui um conector “PC Sync” e uma sapata hot shoe para encaixe. É equipada com lentes Zuiko Multi-Coated (para tratamento da imagem recebida - anti-reflexo) de 40mm. A lente é montada sob quatro elementos em três grupos .
ESPECIFICAÇÕES:
  • Fabricante: Olympus
  • Pais: Japão
  • Anos de fabricação: 1967 a 1984
  • Tipo: Compacta
  • Tamanho do filme: 35mm
  • Distância focal: 40 mm
  • Aberturas: f22, 16, 11, 8, 5.6, 4, 2.8
  • Velocidades: 1/40 - 1/200

Gostou? Não gostou? Deixe um comentário.

2 Comentários:

Anônimo disse...

Olá Rodrigo. Legal tua homenagem a essa pequena grande câmera. Sem dúvida é uma câmera muito famosa da Olympus. Compacta, simples e eficiente. Estas são as principais características da Trip 35. Lembra do tópico que criei no fórum Mundo Fotográfico sobre a Trip 35?
http://forum.mundofotografico.com.br/index.php?topic=26813.0
É um dos tópico mais visitados no fórum. Para você ver como uma maquininha da década de 70 ainda faz sucesso nos dias de hoje.
Abraços.
Guto Vilaça

Lúcio Flávio Barbosa disse...

Olá Rodrigo, sou novato aqui no seu blog, mas posso te dizer que adorei ele.Você está de parabéns... Comprei mês passado uma trip 35 e uma minolta XG-7 em um sebo aqui na minha cidade, paguei R$15,00 na trip, que aparentemente está bem conservada e em funcionamento e R$10,00 na minolta que estava com defeito o qual já resolvi mandando-a para revisão... Sou apaixonado por fotografia analógica e a trip 35 é um ícone da fotografia, uma máquina que para muitas pessoas permitiu o acesso à maravilhosa arte da fotografia com um equipamento de qualidade e baixo custo.

Abraços
Lúcio Flávio Barbosa

Postar um comentário

Se você não é um usuário do Blogger (Google) ou Wordpress, utilize a opção Nome/URL (se não tiver um site, deixe essa opção em branco). Não deixe de completar o formulário com seu nome ou apelido, pois é importante sabermos quem fez o comentário.

JAMAIS COMENTE DE FORMA ANÔNIMA.

Marcadores

Leitores

Notícias


Assine nosso Feed
Receba os artigos por email


BlogBlogs.Com.Br BlogBlogs.Com.Br

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO