segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Sebastião Salgado se rende ao digital

Sebastião Salgado, um dos mais influentes fotógrafos brasileiros de todos os tempos, em entrevista concedida ontem, 23/08, ao jornal Gazeta, declarou ter largado a fotografia de película, bem como o seu apego com as câmeras Leica, passando então a usar o sistema digital, mais especificamente uma Canon 1Ds Mark III.
E foi além: causou surpresa ao afirmar que fotografia digital é melhor que analógica. "Faz um ano que eu fotografo com câmera digital", revelou.

Veja trechos da entrevista onde comenta o confronto do digital x analógico:

...Faz um ano que eu fotografo com câmera digital... Até então era com negativo. Agora, minha imagem passa a ser um conceito, que está ali dentro transformado em ondas magnéticas. Eu tenho um telefone novo com internet. Eu fui mexendo, fui no Google, coloquei meu nome e cliquei em imagens. Minhas fotos entraram dentro do meu telefone. Pronto! Eu não sei fazer outra vez, mas fui brincando até chegar lá. Isso é fascinante, mas é muito difícil para uma pessoa que trabalhou sempre com um produto resultado da química, que é o filme, passar a usar um produto resultado da física.

O que fez você passar a usar tecnologia digital?
O mundo depois do 11 de Setembro virou um drama para os fotógrafos. Nós usávamos filmes e tínhamos os raios-x nos aeroportos. Eu vinha de Sumatra no ano passado, no mês de abril. Passamos por sete controles de aeroportos com 600 rolos de filme. Tive problemas em vários deles. Não adiantava mostrar para eles as cartas da Kodak, dos governos... Eu reaprendi a fotografia. A digital me facilitou a vida. Estou usando uma Canon EOS-1Ds Mark III, que é fabulosa.

É um susto para muita gente ver você falando que a digital é melhor...
É melhor mesmo. Os químicos não existem mais. Tive que fazer os bons químicos até um ano e pouco atrás. Para conseguirmos papel para as cópias de leitura, tínhamos que trazer de Tóquio! Os filmes foram caindo de qualidade. E a qualidade que eu tinha em um 35mm anos atrás eu não tenho mais no médio formato agora.

Com a popularização das digitais, mudou a relação da sociedade com a imagem?
Nada. Absolutamente nada. O número de fotógrafos não aumentou, não melhorou e não piorou. Você só mudou a base, exclusivamente a base. O problema é de sensibilidade e identificação com a profissão, de saber se é fotógrafo ou não.

A câmera digital altera a questão da memória?
Acho que não. A fotografia, na realidade, é a memória da sociedade. São cortes representativos, são momentos que você faz da sociedade. É a verdadeira linguagem universal. A maneira de escrever cada um tem a sua, com uma vantagem para a fotografia. Ela não precisa de tradução. É realmente uma linguagem fabulosa.
Leia a entrevista na íntegra, AQUI.

Gostou? Não gostou? Deixe um comentário.

7 Comentários:

Grace OLsson disse...

Rodrigo, essa cämera que o Sebastiao usa é tao pesada que uma pessoa como eu nao daria para tê-la..Usei por uma semana, num workshop da Canon em Estocolmo e fiquei com dores nas articulacoes da mao direita. Tive que voltar a usar a 5d Mark II e ivnestir em lentes f2.8
dias felizes

Edgard Thomas disse...

Gostaria muitíssimo de ter chegado à mesma conclusão a que chegou o Sebastião. Fotografar com filmes, hoje, é um ato heróico, já que nossos "laboratórios" ou estão se extinguindo, ou estão perdendo perigosamente a qualidade. Mas, especialmente em preto e branco, o meu digital não consegue chegar aos pés do que eu obtenho com filmes. Nem "fotoshopando".

Gabriel Franceschi ® disse...

Bem, esse marketing da canon é impressionante, achei muita coincidência vários fotógrafos passarem a usar canon de um tempo pra cá, mas isso é conversa pior do que Um padre petista jogador de futebol em bar.

Quando a ele usar digital, tudo bem, agora, uma coisa é fotografar em branco e preto, outra coisa é converter para branco e preto. Deixem-me ser mais claro: é obvio que ele sempre enxergou em cores (apesar de eu ter dúvidas ...), mas é ele que participa do processo de conversão ? Ele utiliza Silver Efex ? PS CS4 ? Light Room ? Então, para mim pelo menos, na minha humilde opinião, o processo passa a ter cada vez menos Sebastião Salgado ... do que quando ele tirava o cassete de filme, abria, e revelava ...

Digo isso, pois busco cada vez mais a autonomia em relação a laboratórios ... e ele, fez o caminho inverso, por grandes motivos é claro, mas fico triste, pois se mais pessoas do porte dele o fizerem, o que se será de nós, amantes do velho e bom 35mm daqui alguns (muitos .... mas alguns) anos ....

Beleza de matéria Ross ... isso dá conversa pruns 200 chopps !!!

abraçøs

Anônimo disse...

Os saudosistas que me desculpem mas não dá pra lutar contra a revolução digital. Ela veio pra ficar! A cerca de 10 anos atrás as câmeras digitais ainda estavam engatinhando e muitos profissionais ainda diziam que nunca deixariam o filme. Hoje a grande maioria usa digital. Em 20 anos ou menos nem vão se lembrar que um dia existiu filme.

abraços

Adauto disse...

Concordo com o Seo Anonimo: filme vai ser pra proxima geracao o que o negativo de vidro era pra nossa.

So' nao concordo com o Salgado quando ele diz que o numero de fotografos e' o mesmo. A fotografia digital e' muito mais barata e isso possibilita um numero maior de gente praticando a fotografia. Logicamente isso cria muito mais fotografos. Talvez o numero de empregos ou de publicacoes seja o mesmo, mas tem muito mais gente fazendo fotografia hoje.

Alexandre disse...

Olá! Bem, eu sou químico e pesquiso fotografia (e reações fotoquímica) a algum tempo e, do ponto de vista químico, por menos prático que seja, digamo um negativo (de vidro!) 8x10'', as reações fotoquímica, e a cinética da reação (sua velocidade e o mecanismo que a regula) são fenômenos quânticos complicadíssimos e, portanto muito difíceis de se conseguir de qualquer maneira simulada, atualmente nem uma Hasselblad de mais de R4 90.000 consegue a resolução de uma chapa de 8X10'', provavelmente, fatalmente chegará o dia que o digital conseguirá isto, mais ainda não chegou, mas certamente poucas pessoas necessitam de tanta resolução e, acredito que o digital vez tanto sucesso por sua relação custo/benefício.

Abraços!

IEVES INSTITUTO EDUCACIONAL disse...

leio os argumentos e peso. mas o dos negativos de vidro que antecederam o filme é forte. se o digital alcançar a resolução do analogico, eu migrarei. não agora é claro, vou aproveitar o gostinho mais uns anos porque a china entrou no negócio. vai durar mais um pouco.
jsivares@globo.com

Postar um comentário

Se você não é um usuário do Blogger (Google) ou Wordpress, utilize a opção Nome/URL (se não tiver um site, deixe essa opção em branco). Não deixe de completar o formulário com seu nome ou apelido, pois é importante sabermos quem fez o comentário.

JAMAIS COMENTE DE FORMA ANÔNIMA.

Marcadores

Leitores

Notícias


Assine nosso Feed
Receba os artigos por email


BlogBlogs.Com.Br BlogBlogs.Com.Br

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO